sexta-feira, 21 de novembro de 2008

Nothing but words...III

gritante veracidade que acomete minha mente
provocando lágrimas e consolando a inocência
que se encontrou degradada após encarar
tão densas palavras de outrora .
me guio agora por tais imortais
cujas faces não são familiares , mas cujas obras
me confortam quando deitada só e em lamuriante estado de insônia.