quinta-feira, 12 de março de 2009

Nothing but words...

sem noção comprimo gritos
que deveriam ser libertos
suprimidos falecem aos mil
à beira do alambique de cidra
logo ao lado da gruta da perdição
onde tombei as garrafas vazias de leite
e a cesta de vime com ambrosias sintéticas
no poço dos horrores
corrompi a lenda da desova dos cimbidios amarelos
plantei grãos de pólen órfãos junto com farelos de trigo
achados no celeiro, ao lado das foices e cabrestos velhos.
ah, a loucura sã me fascina.
está amadurecendo ainda, a pobrezinha.