sábado, 10 de abril de 2010

Nothing but words...

sou nós
ambos sorrisos
lágrimas
e destino incerto

sou como qualquer folha planando
caindo
em chão fértil ou não
simplesmente desintegrando

sou qualquer nuvem passando
servindo de sombra
trazendo chuva
ou só ali, sonhando

sou você ás vezes
porque o cheiro é o mesmo
mas só ás vezes
porque gosto de ser eu

sem medo.


-------------------------


e se toda a sexta-feira fosse assim
e se qualquer carinho fosse enfim aquele tão almejado
as coisas não funcionam só porque eu desejo e fim

distorço as palavras de Moraes
que seja mútuo enquanto dure
e não eterno porque eu sonho ou espero

que o vinho que leva à cama
continue suave
e que tão rápido não acabe.


mas isso nem eu
nem ninguém sabe...