segunda-feira, 17 de maio de 2010

Nothing but words VI...

quem dirá?
quem será?

o escolhido

do destino
sem sentido?


___________________


amores sazonais
amores diários
amores de corredor
amores noturnos
soturnos
doloridos, risonhos
amores matinais
imaturos
velhos demais...
sobrou o amor próprio
meu ópio sóbrio.

_________________


de todas as melodias
vindas de qualquer instrumento
o som do seu passo em direção á mim
é o que mais meus ouvidos almejam escutar