sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Nothing but words...



estranho dividindo o banco
seguindo no mesmo percurso
efêmeros minutos

par frequente
somando dois em um
sem data de expiração

passos largos
sem rumo estabelecido
simples suspiros

me aquieto em plena agitação
vasculho memórias
no ápice da solidão

não posso mais vagar
sem ter ao menos
um ombro pra me apoiar