segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

Nothing but words I...

peço socorro
na pausa entre palavras
observo a dança sinuosa
que recheia sua intenção
entre taças de vinho
uma inesperada atração
cesso a rima por aqui
sem a devida exclamação.


__________________________________________

não posso me esconder do fato de que sou instantes
cavalgo na mais estrondosa certeza do que ainda está por vir
e virá, assim como tudo que foi.


_____________________________________________________

não pergunte onde consegui minhas cicatrizes
garanto que as piores não são visíveis.